Carregando - Instituto Harmonie | Nutrição, Saúde e Bem-Estar
X

Rompendo o silêncio - Impactos e efeitos da Hipertensão

03/06/2022

Sem sinais frequentes ou sintomas de alerta a maioria das pessoas com hipertensão arterial desconhece a doença. Entretanto ela é uma das principais causas de doenças cardiovasculares e de morte prematura no mundo.

Diabetes e Obesidade são doenças crônicas não transmissíveis que andam lado a lado com a Hipertensão Arterial. Manter um peso corporal adequado é indicado como parte da prevenção e do tratamento destas doenças.

O consumo excessivo de sódio é um dos principais fatores de risco modificáveis para a prevenção e o controle da hipertensão e das doenças do coração. O brasileiro consome mais do que o dobro da quantidade de sal/sódio indicada. A Organização Mundial de Saúde recomenda um limite de 5g de sal (2000mg sódio) ao dia. Segundo dados do Ministério da Saúde o brasileiro consome cerca de 12g de sal (4800mg de sódio) ao dia.

O sal de cozinha é um ALIMENTO utilizado na culinária para agregar sabor.  O sódio é um NUTRIENTE essencial para manutenção de várias funções do organismo. Alimentos in natura (hortaliças, frutas, cereais, grãos, raízes, feijões) apresentam em sua composição baixo teor de sódio.

O sal de cozinha (cloreto de sódio) contém aproximadamente 40% de sódio em sua composição, ou seja, 1g de sal contém cerca de 400 mg de sódio. Importante informar que sal refinado, grosso, marinho, negro Indiano/ Havaiano, rosa do Himalaia, Flor de sal, entre outros, diferem entre si por procedência e métodos de extração, mas apresentam em sua composição quantidade de sódio muito semelhante, ou seja, são considerados como alimento rico em sódio. Portanto controlar a quantidade de sal utilizado no preparo e tempero dos alimentos é essencial.

Para exemplificar: em uma refeição composta por 4 colheres de sopa de arroz polido (100 g) + 1 concha média de feijão (100 g) + 1 filé de frango (120 g) + 200 g de salada (alface, tomate, pepino e cenoura ralada), teremos 70 mg de sódio, sendo todos os alimentos preparados sem sal. A cada 1 g de sal utilizado para tempero desses alimentos, acrescentaremos 400 mg de sódio.

DICA DE OURO: Consulte a Tabela Brasileira de Composição de Alimentos – TBCA (http://www.tbca.net.br/) e verifique o teor de sódio e demais nutrientes dos alimentos. Para alimentos industrializados a orientação é consultar o rótulo e verificar na informação nutricional a quantidade de sódio em uma porção.

Qual a melhor dieta para prevenir/tratar a hipertensão?

O efeito hipotensor decorre do padrão de dieta mais do que de seus componentes individuais, ou seja, o gerenciamento das escolhas alimentares é o segredo do processo. Importante entender que reduzir o teor de sal/sódio da alimentação é um processo que envolve aprender a reconhecer e valorizar o sabor real dos alimentos. Sai o conceito de alimentos proibidos e permitidos e entra em cena o conceito de quantidade e frequência de consumo de alimentos de acordo com a característica nutricional:

- Consumo variado de legumes, verduras, frutas, cereais integrais, grãos, raízes, feijões. Representam a base da alimentação e contém baixo teor de sódio

- No que diz respeito as proteínas: a) opção por proteínas magras e variadas b) maior participação de fontes proteicas vegetais c) leite e laticínios com baixo teor de gordura

- Preferência por óleos vegetais ao invés de tropicais (coco, palma, dendê), gorduras animais (manteiga e banha), gordura vegetal parcialmente hidrogenada

- Reduzir consumo de açúcar de adição, bem como alimentos e bebidas com este ingrediente

- Escolher e preparar alimentos com baixo teor ou sem adição de sal/sódio. Utilizar especiarias, ervas aromáticas para agregar sabor e composto bioativos aos alimentos;

 

- Para os que consomem bebida alcóolica:  reduzir consumo (recomendação de 01 dose/dia para mulheres e 02 doses/dia para homens). Para os que não consomem: não estimular consumo

 

Prevenir e tratar a hipertensão arterial implica na adoção de estilo de vida mais saudável, onde gerenciar as escolhas alimentares, praticar exercício físico regularmente, dormir bem, controlar o estresse inerente ao viver são fatores essenciais.

Publicações Anteriores

Adoçantes: é preciso falar sobre isto. Muito além da contagem de calorias e dulçor.

Investir na sua saúde hoje é pensar no amanhã. Cuidar da saúde é investimento para uma longevidade saudável.


Saiba mais

O que sua lista de compra diz sobre seu hábito alimentar?

Você elabora uma lista de compras antes de ir ao supermercado e/ou feira? Saiba que este pedaço de papel é um retrato do seu hábito alimentar.


Saiba mais

Caderno de receitas: receituário de saúde

Não sei você, mas eu adoro cozinhar! Aprendi com minha mãe a arte milenar de preparar os alimentos.


Saiba mais

Saúde sinônimo de comer de tudo um pouco

... "Desde pequeno ele tem uma saúde de ferro. Come de tudo um pouco. Não tem frescura para comer. Gosta de tudo" ...


Saiba mais

Fique em casa e repense suas escolhas alimentares

Voltarmos nossa atenção para a cozinha e refletir sobre a importância de nossas escolhas alimentares em nossa saúde. Esta é a realidade com a qual teremos de conviver pós COVID.


Saiba mais

Dieta Mediterrânea: muito além do azeite e do vinho

Considerada como um dos padrões alimentares mais saudáveis da humanidade, a Dieta Mediterrânea nos convida a entender o real significado de estilo saudável de viver.


Saiba mais

Você sabe a diferença entre sal e sódio?

Os brasileiros que consomem 2,4 vezes mais sódio do que o recomendado. E sabe por que isto acontece? Erramos a mão na hora de salgar os alimentos.


Saiba mais

Diferenciando atividade física, exercício físico e esporte.

Diariamente ouvimos os termos atividade física, exercício físico e esporte serem utilizados quase que como sinônimos, no entanto, eles guardam diferença entre si.


Saiba mais

Alimentos, nutrientes e dietas com super poderes - Fake news!!!

Alimentos e dietas, dotados de super poderes. Prometem aquilo que todos querem ouvir, resultado rápido sem necessidade de mudança de comportamento. Será verdade?


Saiba mais

O feijão nosso de cada dia...

Os feijões fazem parte do padrão alimentar dos brasileiros. Ao consumir uma concha média de feijão o seu corpo receberá em média 66 calorias e 48% da recomendação diária de fibra.


Saiba mais